De acordo com um estudo da Mastercard SpendingPulse, o mês de maio de 2020 representou um crescimento de 75% nas vendas do e-commerce no Brasil em relação ao mesmo período de 2019. A situação pandêmica que vivemos transformou as relações de consumo e levou muitos brasileiros a fazerem a primeira compra pela internet, quebrando a barreira de entrada no e-commerce.

No artigo de hoje separamos 5 rápidas dicas com estratégias de marketing online para divulgar e vender mais na sua loja virtual. São estratégias e canais de divulgação que podem ser aplicados por empreendedores sem conhecimento técnico específico, bastando boa vontade e muito trabalho.

Vamos às estratégias:

Métodos de Divulgação Online

Quando pensamos em lojas virtuais, são vários os métodos de divulgação online dos produtos. Nós temos as variantes gratuitas, como: Redes Sociais, Marketing de Conteúdo (incluindo o SEO) e técnicas mais avançadas de SEO. Na parte paga, há várias alternativas, como: Google Ads, Facebook Ads (que integra também os anúncios no Instagram). E-mail Marketing e ferramentas de recuperação de carrinhos de compras.

Seja qual for o caminho escolhido por você, lembre-se de ter integrado à sua loja virtual o Google Analytics, para que você possa acompanhar o comportamento dos clientes no seu e-commerce.

SEO – A otimização da loja virtual para o Google

O SEO é, basicamente, a otimização feita na sua loja virtual para que ela fique mais apresentável ao Google e outros buscadores. Esta otimização é feita de duas formas: Através de técnicas e otimizações nos códigos da loja virtual (e forma de apresentação dos conteúdos) e na criação dos próprios conteúdos que são feitos na loja virtual, o que chamamos de Marketing de Conteúdo.

Sempre que você pensar na sua loja virtual, sempre que criar uma nova página, um novo produto ou uma nova categoria, pense no conteúdo que será disponibilizado para os usuários nestas páginas.

Ao criar um novo produto, faça com que a descrição seja única e que tenha ao menos entre 2 ou 3 parágrafos com informações relevantes. Não copie a descrição do seu fornecedor, tenha uma descrição única para os seus produtos. Atente-se também à Title Tag, ou seja, a tag de título do seu produto para que ela contenha exatamente o nome do produto da forma que é pesquisado pelos clientes na internet.

Na criação da categoria, forneça também uma descrição individual de 1 a 2 caracteres demonstrando aos usuários o que eles encontrarão naquela categoria e quais tipos de produtos são vendidos. Páginas com conteúdos são bem vistas aos olhos do Google e podem te ajudar a ganhar algumas posições na busca orgânica.

Já na criação de uma nova página, lembre-se sempre de criar um conteúdo único e incluindo palavras-chave que são utilizadas pelos seus clientes nas buscas dos produtos de sua loja virtual. Uma dica é a utilização da plataforma UberSuggest para encontrar palavras-chave secundárias ou sinônimos das buscas pelos seus clientes.

Ter atenção ao SEO é uma forma muito efetiva de melhorar as vendas da sua loja virtual através do posicionamento melhorado nos resultados de busca do Google.

Google AdWords

Se você precisa de resultados mais rápidos, considere investir no Google AdWords para trazer clientes à sua loja virtual. Basicamente você patrocinará palavras-chave que, quando visualizadas e clicadas nos resultados de busca trarão novos usuários à sua loja virtual. Como vantagem, você só pagará por cliques efetivamente feitos nos seus anúncios.

Hoje em dia o Google possui ferramentas de aprendizado muito boas para que a sua loja virtual possa ser bem integrada à plataforma, como a venda direta de produtos no Google Shopping. Por esta ferramenta, você divulgará os produtos diretamente no Google (como num Marketplace) e o seu cliente poderá visualizá-los, já com preço, foto e descrição, sendo direcionados à sua loja virtual para concluírem o pedido.

Você precisa integrar o catálogo de produtos da sua loja virtual ao Google Merchant Center para que os produtos possam ser anunciados e vendidos no Google Shopping.

Uma outra ferramenta muito interessante é o Remarketing. Com o Remarketing você poderá mostrar anúncios específicos a clientes que já fizeram algumas ações na sua loja virtual. Exemplo: Poderá mostrar anúncios com descontos para clientes que já colocaram produtos no carrinho de compras. Ou mostrar um produto já visualizado para um cliente que apenas o acessou e saiu da sua loja virtual.

O Remarketing é muito efetivo no que chamados de Google Display. O Google Display é uma rede com sites, blogs e portais que anunciam banners de clientes do Google AdWords, o que fará com que o seu anúncio “persiga” (no bom sentido) os usuários quando estes estiverem navegando na internet.

Facebook Ads e Instagram

Assim como o Google Ads, o Facebook / Instagram Ads faz a cobrança de um valor quando o seu anúncio é visualizado e clicado. Há a possibilidade de integrar o seu catálogo de produtos e, nas suas postagens, linkar os produtos mostrados na foto, facilitando o clique do cliente final que direcionará à sua loja virtual para que o pedido seja concluído. Isto é ideal para postagens patrocinadas no Instagram.

Além de ajudar na venda propriamente dita dos produtos, a divulgação por Facebook e Instagram também ajuda a trazer novos seguidores para as suas redes sociais.

E-mail Marketing

Se você já tem uma base de clientes na sua loja virtual vale a pena começar a pensar em e-mail marketing (a depender do nível de envolvimento da sua marca, 200-300 e-mails já é o suficiente para começar a pensar em estratégias de divulgação). Quanto maior e mais segmentada a sua base, mais resultados você terá na divulgação dos seus produtos.

Faça um esforço – junto da sua plataforma – para mapear os públicos-alvo e dividi-los em listas de e-mail marketing diferentes. Quanto mais segmentos os clientes estiverem, maior será a taxa de conversão (vendas por acessos) das suas campanhas de e-mail marketing.

Você precisará de uma agência para criar a arte que será enviada por e-mail, assim como uma plataforma (como o MailChimp) para gerenciar o disparo e estatísticas / relatórios dos envios.

Recuperador de Carrinho de Compras

Ferramentas como a CartStack são excelentes para recuperar carrinhos de compra abandonados pelos seus clientes. Por meio da instalação de um simples código na loja virtual, o CartStack consegue enviar um e-mail para o cliente (mesmo que ele não esteja cadastrado em sua loja virtual) com os produtos que foram abandonados no carrinho de compras, permitindo o oferecimento de um cupom de descontos para a compra imediata daqueles produtos.

Ferramentas como esta têm um custo variável de acordo com a quantidade de visitas da loja virtual, mas pela nossa experiência há casos em que há mais de 20% de recuperação de carrinho dos clientes que recebem os e-mails da CartStack.

O que a Agência SOFT pode fazer pelo marketing digital da sua loja virtual

O nosso foco é SEO. Portanto, podemos ajudar a sua loja virtual a ter melhores posicionamentos nos resultados de busca orgânica do Google, que trarão mais visitas e por consequência poderão aumentar as vendas da sua loja virtual. Nós adotamos estratégias conjuntas de SEO Estrutural (voltado para os códigos e exibição dos conteúdos de sua loja virtual) e Marketing de Conteúdo, com a criação de textos, parágrafos e títulos específicos para melhorar o posicionamento de busca orgânica da suas páginas.

Além disto, fazemos um acompanhamento especial do SEM Rush, poderosa ferramenta de análise de SEO de sites e lojas virtuais.

Conheça nossos três serviços voltados ao SEO de Lojas Virtuais das mais diferentes plataformas: