O risco de se comprometer com uma grande compra de estoque inicial está no fato: Será que você tem conhecimento, hoje, efetivo, sobre quais produtos o seu público irá realmente comprar? Isto é válido também para lojistas que já estão acostumados com o comércio físico: Será que aqueles produtos campeões de vendas na sua loja física também o serão na sua loja virtual?

Este é o terceiro artigo da série: Como criar uma boa loja virtual com recursos financeiros limitados. Veja todos os artigos aqui: https://www.agenciasoft.com.br/como-criar-uma-boa-loja-virtual-com-recursos-financeiros-limitados/

Minha dica #3 é: Não se comprometa de início com um grande estoque. Já pude acompanhar projetos de e-commerce nos últimos anos em que um estoque grande demais a princípio inviabilizou novos investimentos na loja virtual e, infelizmente, depois de alguns meses teve de ser vendido como “ponta de estoque” para gerar fluxo de caixa.

Pense em crescer de forma gradativa e acompanhe a demanda dos clientes pelos produtos na sua loja. Várias plataformas, como o Magento SOFT por exemplo, possuem a funcionalidade de acompanhar os produtos mais visualizados, termos de pesquisas mais digitados pelos clientes e os produtos mais vendidos. Assim você consegue fazer um ranking dos mais vendidos e poderá fazer compras maiores com seus fornecedores.

Fazer uma grande compra a princípio e vir a recomprar novamente com o seu distribuir depois de vários meses pode demonstrar – mesmo que erroneamente – que o seu projeto não é muito consistente. Ter uma demanda menor, comprar menos produtos do fornecedor, mas de forma consistente, aumentando gradativamente, sem dúvida o deixará muito mais em alerta em relação à sua loja e mostrará que, ao contrário de outros possíveis lojistas em momento de crise, sua demanda com ele só está aumentando, enquanto a dos demais diminui a cada pedido.

Fonte da imagem: http://www.jipocar.cz/